Segunda-feira, 12 de Dezembro De 2005

A corrida da lebre e da tartaruga

Era uma vez uma lebre que desafiou uma tartaruga para uma corrida.
A lebre chamava nomes à tartaruga. A lebre era o animal mais veloz da floresta.
Ela julgava-se a mais forte de todos.

No dia da corrida elas as duas iam a correr na floresta mas a lebre perdeu-se.
A tartaruga quando chegou à meta viu que a lebre não tinha chegado e foi à sua procura.
Ela encontrou-a no meio da floresta perdida. Então levou a lebre até à meta.

A tartaruga tinha ganho a corrida.A lebre pediu desculpa à tartaruga por ter chamado nomes a ela. Elas ficaram amigas para sempre.
A lebre disse que devia um favor a tartaruga por lhe ter salvo a vida.

A lebre e a tartaruga ficaram amigas para sempre.

Carlos André - 4ºano
publicado por ruipampilhosa às 13:57
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 07 de Dezembro De 2005

O sonho

Imaginem só...

Estava eu no meu quarto a brincar com os meus brinquedos quando de repente ouvi!
- Gosto muito de brincar contigo.
Fiquei gelado de tanto medo, pois aquela voz era-me completamente estranha, e de novo a mesma voz!
- Olha...continua a brincar comigo.
Dizia então um dos meus soldados de chumbo.
Fiquei encantado com tal magia, e sem mais nem menos aquele medo desapareceu por completo.
Quando me olhei era do tamanho dos meus brinquedos no meu quarto que parecia enorme, mas não me encomodou nada, pois os meus amigos brinquedos envolveram-me em brincadeiras tão giras que nem pensei em mais nada.

Cantámos, dançámos, fizemos jogos de roda, jogámos às escondidas, até à bola jogámos um pouco, enfim, fizemos tantas coisas que eu cheguei ao ponto de não poder mais e disse!
-Amigos, estou exausto... não posso mais e tenho que me deitar um pouco para descansar.
Todos eles concordaram, e assim fizemos.

Daí a algum tempo ouvi a minha mãe dizer!
-Então filho, está na hora de arrumares os teus brinquedos e ires para a caminha.

Imaginem só...
Tudo isto não passou de um sonho que me parecia realidade.
Mas não deixou de ser um bom sonho e assim me deitei para dar continuidade a esse sonho maravilhoso.

Imaginem só...

Fernando Rocha ( 4º ano)

publicado por ruipampilhosa às 11:40
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 05 de Dezembro De 2005

O Pai Natal ajudou a menina

Era uma vez uma menina que adorava o Natal porque recebia sempre muitas prendas.

Ela adorava fazer colecções e naquele momento andava a fazer uma colecção de relógios.

Quando chegou o Natal ninguém lhe ofereceu nenhum relógio e ela ficou muito zangada.

A menina foi crescendo e um dia disse à sua mãe que ia comprar dois relógios com o dinheiro que foi poupando. Mas, a sua mãe, disse-lhe para ela ter sempre esperança e talvez para o próximo Natal podia ser que alguém lhe desse algum e ela decidiu não os ir comprar.

Nesse Natal recebeu quatro relógios das pessoas amigas e ficou muito feliz. Mas para a colecção da menina ainda não chegavam. E por isso, resolveu ir comprar mais cinco. Quando ia para os comprar lembrou-se que a mãe lhe disse para ela ter sempre esperança e não os comprou, guardando o seu dinheiro para outras coisas.

Então lembrou-se ir pedir ao Pai Natal.

No final do ano seguinte recebeu dez relógios do Pai Natal e a menina ficou muito feliz porque já tinha muitos relógios. O Pai Natal ajudou-a.

Vitória, vitória acabou-se a história.

Diana Breda - 3º ano






publicado por ruipampilhosa às 14:26
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2005

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

últ. comentários

  • esta é uma adaptação do conto "the ass, the table ...
  • Muito fofa essa história!!!!
  • Gostei muito desta história.P. Monteiro
  • ando a ver se encontro blogs de crianças e encontr...
  • Eu gostei da história do Diogo.Bruno Alci des- 2º ...
  • Gostei muito da história.Acho que todas as escola...
  • Eu acho que a Diana fez uma história muito bonita...

mais comentados

arquivos

2009
2008
    2007
      2006
      2005

      subscrever feeds

      blogs SAPO


      Universidade de Aveiro